Louise

Âncora: Katia Biaia,   Chefe da Assessoria de Comunicação do CRA-RJ.

Entrevistada: Louise Lima Storni Rocha,   Socióloga e Assessora técnica do IBAM.

Assuntos:

Cabe lembrar que desde 18 de janeiro de 2012 o Brasil conta com a Lei Federal Nº 12.594 que institui o SINASE – Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo.

O SINASE consiste no conjunto ordenado de princípios,   regras e critérios que envolvem a execução de medidas socioeducativas, incluindo-se nele, por adesão, os sistemas estaduais, distrital e municipais, bem como todos os planos, políticas e programas específicos de atendimento a adolescente em conflito com a lei.

Uma das prioridades no âmbito do sistema é a municipalização do atendimento socioeducativo em meio aberto para adolescentes em cumprimento de Liberdade Assistida – LA e Prestação de Serviços à Comunidade – PSC.
– O que são medidas socioeducativas?
– Qual a faixa etária que estabelece a classificação indicativa de adolescência?
– Quais são as principais leis e diretrizes que norteiam esse tema?
– Qual o papel da gestão municipal  a Política?
– Quem são os agentes envolvidos com a municipalização do atendimento socioeducativo?
– De que maneira que as empresas atuam  e processo?
– Quais os principais desafios da gestão municipal na efetividade dessa política?
– Paralelo ao trabalho com adolescente, tem um trabalho com a família?
– Quando você fala deste trabalho, você fala do trabalho das instituições ou das comunidades, e como é que se trabalha com essas comunidades?
– O IBAM está desenvolvendo a pesquisa “Análise da dinâmica de funcionamento dos programas de atendimento aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto”. Fale um pouco sobre o projeto.