Entrevista – Jogos Olímpicos e Para-olímpicos de 2016

Entrevistado: Secretário Ruy Cesar Reis – Secretário Especial da Secretaria da Copa de 2014 e Rio 2016. Formado em Direito e Administração de Empresas. Eleito vereador em 1996. Em 2001 foi nomeado pelo Prefeito César Maia para a Secretaria de Esportes e Lazer onde implantou as Políticas Públicas: Esporte,     fator de inclusão social,   trabalhando com quatro vetores: intervenção social alternativa à marginalidade infanto-juvenil; inclusão social das pessoas portadoras de deficiência; promoção social dos cidadãos da terceira idade; realização de eventos capazes de traduzir e divulgar a identidade da Cidade. Com a reeleição do prefeito, cost foi convidado para estar à frente da Secretaria Especial Rio 2007 (SE Rio2007) deste o dia 10 de maio de 2005.

Participantes: Comissão de Empreendedorismo e Inovação do CRA/RJ:

– Adm Alberto Levitan, Coordenador .
– Adm. José da Silva Almeida, Membro.
– Adm. Elza Cristina Alexandre Marques, Membro.
Assunto(s):

1) Com a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas, grandes eventos no Brasil, surgem também oportunidades ao fortalecimento da economia. Quais os pacotes de ajuda que estão sendo implantados pelo Governo e suas vantagens?
2) De acordo com estudos realizados pela Ernest & Young e pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), a Copa do Mundo de 2014 no Brasil terá investimento aproximado de R$ 113 bilhões no período de 2010 a 2014, onde uma parte se destina ao consumo adicional de bens e serviços. Já para as Olimpíadas de 2016, as pesquisas da PWC Consultoria indicam que o Rio de Janeiro se beneficiará com um total de R$ 53,2 bilhões. De que forma esses recursos influenciarão os empreendedores e as microempresas?
3) Oportunidades de emprego também devem ser geradas. A indústria, o comércio varejista e os setores de serviços são promissores em relação ao crescimento do número de vagas de trabalho. O governo tem algum projeto que possa incentivar empreendedores? E quanto à mão-de-obra qualificada, há projetos e recursos para investimento em capacitação profissional específica para os eventos?
4) Os pequenos empreendedores existentes vão se beneficiar, também, mas têm alguns desafios, como estar bem preparados para atender as exigências durante o período de realização dos megaeventos e manter-se bem informados sobre as oportunidades de negócios. O que o governo está fazendo para preparar empreendedores para essa nova etapa?
5) Mesmo sem a ocorrência de eventos como a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas, as franquias são boas oportunidades de negócios, mais fáceis para novos empreendedores já que são modelos prontos e testados, com plano de marketing definido. Com a chegada de grandes eventos esportivos, principalmente nas cidades que serão diretamente impactadas, haverá crescimento da demanda em setores do comércio e de serviços. Em quais áreas o empreendedor (franqueado) poderá obter maiores ganhos?
6) Considerações finais sobre os eventos e a participação de Administradores em todas as etapas: do planejamento à realização efetiva dos eventos.

2017-10-31T17:06:07+00:00 julho 27th, 2011|CRA-RJ Entrevistas - 2011, Entrevistas|